RelatorioNAual2019.JPG

INVESTIMENTOS

E GOVERNANÇA

rai2019-branco.png
LOGO-prevdata-branca.png
olharparafuturo-branco.png
Logo_Prevdata_RGB_transparente.png
Gestao dos Investumentos.JPG

A Política de Investimento dos planos de benefícios e administrativo da Prevdata adota um horizonte de sessenta meses, prevendo revisões anuais. Os limites e critérios utilizados decorrem e se fundamentam na regulamentação do setor, sobretudo na Resolução CMN nº 4.661, de 25 de maio de 2018.

Seus objetivos são:

 

• Estabelecer diretrizes e medidas a serem observadas por todas as pessoas, internas ou externas à entidade, que participam do processo de análise, de assessoramento e decisório sobre a aplicação dos recursos do plano, diretamente ou por intermédio de pessoa jurídica contratada;

• Dar transparência aos patrocinadores, participantes e assistidos em relação aos principais aspectos relacionados à gestão dos investimentos e riscos.

 

Na elaboração da Política de Investimento 2019-2023, aprovada em 21/12/2018, na 163ª Reunião Extraordinária do Conselho Deliberativo, e posteriormente revisada em 18/06/2019, na 459ª Reunião Ordinária do Conselho Deliberativo, foram empregadas técnicas de análises de cenários e de riscos, avaliações e projeções de indicadores econômicos, considerando a modalidade dos Planos de Benefícios administrados pela Prevdata, suas especificidades, necessidades de liquidez e os fluxos esperados de pagamentos dos participantes e assistidos.

 

Acesse abaixo e confira a íntegra das Políticas de Investimento dos Planos PRV, CV - Prevdata II e PGA.

Breve panorama.JPG
Breve panorama.JPG

O ano de 2019 ficou marcado pelas medidas econômicas para aumentar as exportações e diminuir as importações, bem como por um novo ciclo de afrouxamento monetário. Ao longo do ano, a relação entre EUA e China foi estremecida com o aumento de tarifas sobre importações chinesas, o que afetou negativamente o crescimento global.  Diante do temor de uma recessão global e da ausência de pressão inflacionária, as autoridades monetárias adotaram uma postura acomodatícia.

Nos Estados Unidos, 2019 começou sob a influência da interrupção do ciclo de aumento das taxas de juros por parte do Fed.  Esta interrupção se transformou em um ciclo curto de corte de juros, a partir de julho.  Em relação à guerra comercial, este foi um tema permanente durante todo ano com ameaças mútuas entre as partes. Em outubro, Estados Unidos e China anunciaram a fase 1 de um acordo comercial, cujos termos foram acertados em dezembro, trazendo alívio para os mercados.

 

Em relação à China, o ano começou sob muitas dúvidas a respeito de sua capacidade de controlar a desaceleração de seu crescimento econômico. No entanto, ao longo do ano, os dados da atividade econômica continuaram a mostrar que a China não se desviou de sua trajetória de crescimento, mesmo que de forma mais moderada.

 

Na Europa, o ano de 2019 se manteve sob a ótica da ameaça de recessão, até que, em setembro, Mario Draghi, então Presidente do Banco Central Europeu, resolveu cortar as taxas básicas de juros e anunciar que iria recomeçar o programa de Quantitative Easing, que havia sido interrompido em 2018. Coincidência, ou não, os dados da atividade econômica começaram a apresentar melhoras a partir do último trimestre do ano, estabelecendo um tom mais otimista nos mercados.

 

No Brasil, o Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central, reduziu a taxa básica de juros quatro vezes seguidas. O mercado observou rally das taxas de juros, em função das constantes surpresas para baixo da inflação e consequentemente o reinício do ciclo de cortes de juros, que levou a Selic, ao final do ano, ao patamar mais baixo da história, 4,50%.  No mercado acionário, o Ibovespa fechou o ano próximo de sua máxima histórica, com alta de 31,5%.  O Ibovespa, durante o ano de 2019, registrou sucessivos recordes de pontos, superando a marca histórica dos 110 mil pontos.  No Câmbio, o dólar atingiu a maior cotação histórica desde o início do Plano Real, cotado a R$ 4,24.  Observamos dois momentos do câmbio no ano: até julho, o câmbio médio foi de R$ 3,85, enquanto, a partir de agosto, o preço da moeda norte-americana subiu para uma média de R$ 4,10 até o final do ano.
 

Rentabilidades.JPG

Nos quadros a seguir são apresentados comparativos da rentabilidade de todos os segmentos da carteira da Prevdata referentes ao exercício de 2019. Eles demonstram as diferenças em relação à meta de rentabilidade de cada segmento.

12-renta-prv.png
12-renta-prv.png
13-renta-cv.png
14-renta-pga.png

Rentabilidade Acumulada / Análise Comparativa (2009/2019)

15-renta-acumulada.png

Os planos PGBL citados são os que têm perfil semelhante ao da Prevdata e que obtiveram melhor desempenho.

Situação Atuarial.JPG
WALLACE PREVOT DA SILVA.jpg
frase-azul.JPG

Plano PRV Saldado

No exercício de 2019 foi apurado superavit técnico de R$ 16.004.509,22. Considerando que em 2018 o deficit técnico foi de R$ 40.693.603,13, o deficit técnico acumulado no ano foi, então, de R$ 24.689.093,91. Desta quantia, foi deduzido o valor de R$ 44.096.364,07 referente à precificação dos títulos públicos federais – NTN-B e, portanto, o superavit técnico ajustado apurado correspondeu a R$ 19.407.270,16.

 

O Plano se encontra em condições de mitigar eventuais deficits futuros, mantendo-se ainda solvente e em equilíbrio atuarial, visto que possui recursos suficientes para honrar seus compromissos a curto, médio e longo prazos. E o Risco de Liquidez está sendo adequadamente monitorado e mitigado.

 

Logo, para os próximos exercícios não há expectativas para evolução das taxas extraordinárias. Pelo contrário, o cenário que se apresenta é o de desenvolvimento de estudos para propor a redução/supressão das atuais contribuições extraordinárias.

 

Para mais detalhes, consulte o Parecer Atuarial completo, na seção Pareceres.

Plano CV - Prevdata II

A rentabilidade global do Plano em 2019 foi de 16,32%, superior à meta atuarial de 10,23%. O resultado mostra a otimização da alocação dos investimentos, considerando o cenário desafiador e de expressiva volatilidade ocorrido durante o exercício.

 

Portanto, a situação atuarial do Plano – avaliada em função dos regimes financeiros, métodos de financiamento e hipóteses atuariais – apresentou resultado de Equilíbrio Técnico.

 

Para mais detalhes, consulte o Parecer Atuarial completo, na seção Pareceres.

demonstrativos.JPG

Nos quadros que se seguem, é demonstrado um comparativo da posição dos investimentos ao final dos exercícios 2018 e 2019 – que, em linhas gerais, mostram a formação do patrimônio, sua distribuição e o limite máximo de enquadramento, de acordo com a legislação vigente e a Política de Investimentos da Prevdata.

16-1-demo-inv-prv.png

A Prevdata cumpriu os limites de enquadramentos previstos na legislação e na Política de Investimentos da Entidade. O segmento de renda fixa continua com a maior concentração das alocações desse plano, com 53,23% dos recursos garantidores no referido segmento. As taxas que remuneram os ativos de renda fixa não têm acompanhado a variação da meta atuarial, obrigando a entidade a buscar novos segmentos e, por conseguinte, maior exposição ao risco.

16-2-demo-inv-cv.png

A Prevdata cumpriu os limites de enquadramentos previstos na legislação e na Política de Investimentos da Entidade. O segmento de renda fixa continua com a maior concentração das alocações desse plano, com 70,58% dos recursos garantidores no referido segmento. As taxas que remuneram os ativos de renda fixa não têm acompanhado a variação da meta atuarial, obrigando a entidade a buscar novos segmentos e, por conseguinte, maior exposição ao risco.

17-demo-inv-pga.png

A Prevdata cumpriu os limites de enquadramentos previstos na legislação e na Política de Investimentos da Entidade. O segmento de renda fixa continua com a maior concentração das alocações desse plano, com 91,73% dos recursos garantidores no referido segmento. As taxas que remuneram os ativos de renda fixa não têm acompanhado a variação da meta atuarial, obrigando a entidade a buscar novos segmentos e, por conseguinte, maior exposição ao risco.

gestao-terceirizada.JPG

Nos quadros a seguir são demonstrados os valores alocados em fundos de investimentos em 2019, por onde a Prevdata distribui os recursos entre os gestores terceirizados. A entidade não possui fundos exclusivos. Todas as alocações feitas nos fundos de investimentos seguiram integralmente o disposto na legislação vigente e na Política de Investimentos. Portanto, o quadro registra a participação total do patrimônio da Prevdata no fechamento do exercício em relação ao que é gerido por terceiros.

18-gestao-ter-prv.png
19-gestao-ter-cv.png
20-gestao-ter-pga.png
gestao-de-risco.JPG

A Prevdata possui contrato junto a seu agente custodiante para realização do serviço de análise e acompanhamento de enquadramento legal dos ativos e cálculo do Value at Risk – VaR. Conforme disposto na Política de Investimentos da entidade, o agente avalia o risco de suas carteiras próprias, fundos exclusivos e sobre o patrimônio global pelo método do VaR.

RICARDO MACHADO POFFO.jpg
fase-azul2.JPG
informações.JPG

Nos quadros abaixo elencamos o nome do Administrador Estatutário Qualificado Tecnicamente - AEQT pela gestão dos recursos, gestores de recursos externos, custodiante, e auditores independentes.

Plano PRV Saldado

21-adm-prv.png

Plano CV – Prevdata II

22-adm-cv.png

Plano de Gestão Administrativa

23-adm-pga.png
despesas adm.JPG

O Plano de Gestão Administrativa (PGA) é destinado ao pagamento das despesas administrativas para manutenção da gestão previdencial e dos investimentos dos Planos PRV e CV - Prevdata II.

24-despesas1.png
25-despesas2.png

Despesas com Prestadores de Serviço

parte2-corrigida.png
26-despesas-prestadores.png
frase-azul3.JPG
governança.JPG

O objetivo principal dos instrumentos de Governança Corporativa da Prevdata é garantir a confiabilidade e a transparência da gestão aos participantes e à patrocinadora Dataprev.

 

Para aprimorar ainda mais tais práticas, em 2018 a entidade contratou um novo Sistema Integrado de Informação e Gestão visando otimizar os processos internos e incorporar melhorias para otimização do tempo, redução de retrabalho, integração eficiente e outras possibilidades pertinentes.

Estrutura.JPG
27-estrutura-gov.png
Planejamento.JPG

Para continuidade do ciclo do Planejamento Estratégico (2018/2021) a Prevdata contratou uma consultoria especializada para acompanhar a revisão das atividades onde o foco é a conclusão de objetivos estratégicos voltados para a área de pessoas, tecnologia, processos, governança de investimentos e governança corporativa.

 

Ao fim de 2019, período equivalente a metade do ciclo de Planejamento Estratégico, a Prevdata alcançou 45% dos objetivos concluídos. Além disso, iniciou-se o processo de revisão do Planejamento Estratégico com o objetivo de posicionar a entidade frente às mudanças no contexto previdenciário e para isso, a Prevdata elaborou uma nova matriz SWOT para guiar as novas resoluções.

 

Para o ano de 2020 será realizado um encontro entre a consultoria especializada e os dirigentes da Prevdata, utilizando a nova matriz SWOT para alinhamento estratégico. Esse debate também tem por objetivo verificar o que foi planejado e realizado, o que não foi planejado e foi realizado, e o que não foi planejado e que deve ser realizado.

Codigo de Etica.JPG

Aprovado pelo Conselho Deliberativo em 26 de outubro de 2010 e atualizado pela última vez em agosto de 2019, o Código de Ética explicita o conjunto dos valores, dos princípios éticos, dos padrões de conduta e das responsabilidades que norteiam o comportamento dos membros dos Conselhos Deliberativo e Fiscal, da Diretoria Executiva, e dos empregados da Prevdata.

Com o Código e o respectivo Regimento do Comitê de Ética, a Prevdata busca moldar atitudes, comportamentos, princípios e regras de atuação, que compõem a cultura organizacional da Entidade. Ambos estão disponíveis para consulta no link: www.prevdata.org.br/download/codigo-de-etica/.

enquadramento.JPG

O Relatório de Enquadramento da Prevdata é um produto mensal gerado pelos Controles Internos dos Investimentos da entidade, que consolida informações disponíveis em seus sistemas internos e de seu agente custodiante, além de informações geradas pela ferramenta de gestão e monitoramento de riscos. Ele tem por objetivo assegurar que os limites previstos na Resolução CMN 4.661/2018 sejam permanentemente observados, bem como garantir a aderência da gestão dos investimentos à política de investimentos em vigor, segundo os requisitos estabelecidos no Art. 23 da Instrução Previc nº 6/2018.

 

Com a finalidade de haver a efetiva segregação da gestão de recursos da gestão de riscos, a Prevdata designou o Presidente-Executivo Jorge Luiz Roxo Ramos como administrador responsável pela gestão de riscos (ARGR), atuando com independência e senso de urgência.

 

Como recomendado pelas Melhores Práticas na Gestão das Entidades de Previdência Complementar Fechada, o gerenciamento e monitoramento dos riscos dos investimentos neste relatório contemplam a verificação individual dos planos tempestivamente assim como da carteira consolidada de investimentos.

 

O relatório é dividido em:

• Status do enquadramento;

• Movimentação de cotas dos fundos;

• Análise de risco; e

• Liquidez dos planos de benefícios.

 

Considerando a Resolução CMN 4.661/2018 e a Política de Investimentos de 2019, da Prevdata esteve em conformidade com os ditames legais.

Conselhos.JPG

Designados pela Patrocinadora

28-condel1.png

Eleitos pelos participantes e assistidos

29-condel2.png
Conselho Fiscal.JPG

Eleitos pelos participantes e assistidos

30-confi1.png

Designados pela Patrocinadora

31-confi2.png
Diretoria.JPG
32-direx.png
Comites.JPG

Além dos órgãos estatutários (Conselho Deliberativo, Conselho Fiscal e Diretoria Executiva), a Prevdata possui comitês de investimento e de ética.

Comitê de Investimentos

É responsável pela elaboração da política de investimentos, seu controle e acompanhamento. Seu objetivo é garantir a segurança, liquidez e rentabilidade das aplicações realizadas, a redução dos riscos que envolvam a carteira de ativos, o cumprimento da legislação e dos compromissos atuariais dos planos de benefícios.

 

Os atuais membros do Comitê de Investimentos são:

• Álvaro Luis Pereira Botelho (Presidente; membro Participante ou Assistido)

• Humberto Martuscello Oliveira Lima (membro do Conselho Deliberativo)

• Jorge Luiz Roxo Ramos, Carlos Eduardo Gomes Villar e Ary Follain Junior (membros da Diretoria Executiva, com votos considerados em conjunto, somando um voto para os três)

Comitê de Ética

É responsável por orientar a implantação, a condução e o encaminhamento de processo de averiguação de ato ou de fato em desacordo com o Código de Ética. O comitê conta com três membros: dois componentes da Dataprev e um representante da Prevdata.

 

Os atuais membros do Comitê de Ética são:

  • Luiz Gustavo Viana dos Santos (Dataprev)

  • Otávio Luiz Rocha F. dos Santos (Dataprev)

  • Fábia Alves de Souza Benitah (Prevdata)

certificação.JPG

Ao final de 2019, todos os membros da Diretoria Executiva encontravam-se habilitados, e os titulares dos Conselhos Deliberativo e Fiscal encontravam-se devidamente certificados, conforme exige a legislação (Resolução CNPC nº 19, de 30 de março de 2015 e a Instrução Previc nº 13, de 28 de junho de 2019).

Capacitacao.JPG

O conhecimento técnico é imprescindível para que se possa avaliar, controlar e mitigar os riscos aos quais a Prevdata está exposta. Por isso, a entidade investe na qualificação dos seus dirigentes, conselheiros e empregados de forma a se buscar a competência técnica e gerencial desejada, que visam potencializar habilidades e técnicas imprescindíveis para sua atividade profissional, pois uma equipe com profissionais qualificados gera melhores resultados para a empresa.

 

Ao longo de 2019, empregados, diretores e conselheiros participaram de diversos eventos e cursos que contribuíram para a capacitação e a ampliação dos seus conhecimentos sobre o segmento de previdência complementar, agregando mais expertise às suas atuações na entidade, tais como:

 

  • Seminário Procedimentos e Controles na Elaboração das Demonstrações Contábeis do Exercício 2018 das EFPCs

  • Trilha Jurídica II | Impactos e Aplicação da Lei Geral de Proteção de Dados

  • Práticas em Cargos e Salários

  • Webinar Reforma da Previdência e Gestão de Ativos em Fundos de Pensão e RPPS

  • Seminário e-Financeira – Módulo de Previdência Privada

  • 14ª edição do Encontro Nacional dos Profissionais de Recursos Humanos

  • Inovação A 1-Click

  • Expert XP 2019

  • VIII Encontro Nacional dos Contabilistas das EFPC

  • I Encontro Nacional de Atuária & Seguridade das EFPC

  • 14º Encontro Nacional de Advogados das EFPC

  • VIII Seminário "O Desafio da Gestão de Investimentos na Previdência Complementar"

  • Gestão de Contratos com Aspectos Jurídicos

  • Retenções Tributárias na Fonte: IR, INSS, ISS, PIS, COFINS e CSLL

  • Princípios de Governança Corporativa na EFPC

  • Reunião da Comissão Nacional de Contabilidade

  • Investindo Estrategicamente

  • Aspectos Atuariais Fundamentais

  • Orçamento EFPCs: Gestão e práticas aplicadas aos fundos de pensão

  • Seminário Nova EFD Reinf V.2.1, DCTFWeb e Relação com o e-Social

  • Seminário curso Planos Instituídos e Setoriais - da Viabilidade a Implantação

  • Curso de Atualização CPA-20

  • 40º Congresso ABRAPP

  • Trilha Jurídica II | Impactos e Aplicação da Lei Geral de Proteção de Dados

  • Trilha de Governança | Gestão Preventiva e Boas Práticas de Governança

  • IV Seminário de Previdência Complementar

  • Seminário: Nova EFD Reinf v.2.1, DCTFWeb e Relação com o e-Social

  • Reforma da previdência e os impactos nos planos de previdência complementar

frase-azul4.JPG
Aspectos socioambientais.JPG

A Prevdata acredita que lidar com princípios socioambientais é uma questão de responsabilidade corporativa. Por isso, frentes sociais e sustentáveis fazem parte da rotina na gestão da entidade.

 

A abrangência das ações socioambientais estende-se em múltiplas dimensões e, por isso, o conceito é incorporado a todas as atividades realizadas na Prevdata: Investimentos, Governança Corporativa, Gestão de Pessoas, relação com fornecedores, relação com participantes e Comunicação, dentre outras. Além disso, contempla também a observância da Ética, do respeito à diversidade, da promoção da equidade, de cuidados com os impactos ambientais e sociais, e das demais práticas de Sustentabilidade.

 

Como agentes sociais, empregados e seus dependentes desempenham papeis dentro e fora da empresa. Eles se tornam promotores da Sustentabilidade Corporativa ao trabalharem como voluntários em programas sociais, ao difundirem valores éticos em suas relações com os diversos públicos da Prevdata, ao assumirem comportamentos sociais responsáveis em seu cotidiano de vida e de trabalho.

comite sustentabilidade.JPG

O Comitê de Sustentabilidade da Prevdata é formado por profissionais voluntários de diversos setores da entidade, sem remuneração específica pelo exercício desta atividade. É ele quem define as ações adotadas para cumprir as diretrizes do Planejamento Estratégico relacionadas ao tema, as quais podem ser destinadas a:

a) ONGs (Organizações Não Governamentais);

b) Grupos Sociais registrados ou não, que realizem algum tipo de ação social sem fins lucrativos;

c) Templos Religiosos que prestem atendimento social sem fins lucrativo, independente de suas crenças;

d) Casas de Apoio que defendem causas específicas, como atendimento social e pedagógico, atividades culturais, alimentação, entre outros; e

e) Ações internas e externas realizadas em parceria com as Patrocinadoras (Dataprev e Prevdata).

acoes 2019.JPG

As ações de Responsabilidade Social visam complementar a missão da Prevdata de trabalhar para um futuro melhor para participantes, assistidos, patrocinadoras e a sociedade em geral. Em paralelo às questões sociais, a entidade realiza periodicamente atividades específicas focadas na rotina dos empregados para a redução do consumo de água, papel, plástico e energia elétrica. Ao longo ano, foram realizadas as seguintes iniciativas:

  • Dia Mundial da Água: reflexão sobre a importância do não desperdício de água, com cartazes nas dependências da Entidade para conscientização dos empregados (mar/19).

 

  • Páscoa: doação de alimentos para a Casa de Apoio à Criança com Câncer São Vicente de Paulo, com rifa entre os empregados para a arrecadação dos mantimentos (abr/19).

 

  • Corrida e Caminhada Contra o Câncer: incentivo à prática de atividade física pelos empregados, com estímulo à prevenção ao câncer (jun/19).
     

  • Dia Mundial do Meio Ambiente: ação para promoção de hábitos saudáveis e utilização de materiais recicláveis pelos empregados (jun/19).

 

  • Rodando com Tampinhas: engajamento dos empregados para a doação de tampas plásticas para serem trocadas por cadeiras de rodas a serem doadas à ABBR (jun/19).

 

  • Bingo Beneficente: integração entre os empregados para doação de mantimentos e fraldas ao Lar Thereza Christina, localizado no Rio de Janeiro (jul/19).

 

  • Dia de Combate ao Suicídio: distribuição de folheto aos empregados com informações sobre o combate à depressão e estímulo à procura de ajuda (set/19).

 

  • Dia da Árvore: incentivo à economia de papel e consumo consciente entre os empregados, com dinâmica e sorteio de ingressos para o Jardim Botânico do Rio de Janeiro (set/19).

 

  • Saúde da Mulher: realização de palestra para as empregadas, na Entidade, sobre saúde da mulher para reforçar a importância de prevenir-se contra o câncer de mama e o de colo do útero (out/18).

 

  • Saúde do Homem: realização de palestra para os empregados, na Entidade, sobre a importância da prevenção ao câncer de próstata e da ida regular ao urologista (nov/18).